jusbrasil.com.br
21 de Agosto de 2018

O poder de sua marca: descubra como gerar mais valor na advocacia

Jurídica Marketing, Bacharel em Direito
Publicado por Jurídica Marketing
há 3 meses


Ouça a palavra "marca", em outras palavras, você pode pensar que o branding para os negócios feito por outras empresas não tem muito a ver com administrar um escritório de advocacia. Se isso descreve sua perspectiva de branding, você está perdendo uma das melhores ferramentas para a criação de negócios. A marca de seu escritório! Quer você aceite ou não, seu escritório de advocacia deve ter uma marca. E é mais do que um logotipo e um slogan. É também o seu site, a sua presença online é o seu marketing . É até mesmo a forma pela qual você e sua equipe atendem o telefone do escritório.

Por que é importante entender o poder da marca de seu escritório de advocacia ?

Porque entender sua marca permite alavancar uma das maneiras valiosas que os clientes em potencial procuram assistência jurídica: “pesquisa de marca”.

Simplesmente, uma pesquisa de marca significa que potenciais clientes usam nomes de empresas específicas ao procurar seus serviços na internet. Para ter uma ideia do poder de uma marca, considere : as visitas ao site de um escritório de advocacia por meio de uma pesquisa de marca, agora imagine a mesma busca de clientes procurando por sites em resultados de pesquisa por um escritório de advocacia genérico? Acredito que seja uma excelente razão para seu escritório de advocacia ter uma marca, o suficiente para você entender o poder da sua marca na advocacia.

Seu escritório ainda não tem uma marca?

Neste caso, é recomendável contar com a especialidade de quem entende do assunto.

Procure sempre um profissional. Não recomendamos contratar o famoso “sobrinho” afinal de contas estamos falando da identidade corporativa do seu escritório.

Certificar-se de que os "recursos de identidade" de seu escritório estejam sempre apropriados e condizentes com a advocacia em seus cartões de visitas, papelaria, site, redes sociais, assim por diante e que tenham sempre uma aparência consistente reforçando sua marca como “o escritório de advocacia...”

Na verdade, tudo que você faz como advogado pode ser considerado parte da marca!Ou você acha que marketing pessoal e marketing jurídico são assuntos distintos quando estamos falando do marketing do seu escritório?

Você tem alguma pergunta sobre esse assunto?

A Jurídica explica!

Você gostou desse artigo?

Deixe nos comentários

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)